quinta-feira, julho 22, 2004

A Verdadeira História

Após vários dias de pesquisa a equipa do "Aiii A Minha Vida" dá a conhecer os verdadeiros factos que deram origem à crise politica que se viveu/que se tem vivido (como quiserem). Esta foi gerada, de acordo com as nossas fontes, por sucessivas birras. Decorria ainda o Campeonato Europeu de Futebol quando Durão (o agora ex. P.M.), farto de ser ignorado por causa do futebol, fez birra e decidiu "sair de casa". Testemunhas dizem ter ouvido o Barrosinho dizer, várias vezes, "Ninguém me liga", "Ninguém gosta de mim". O nosso Presidente da República fez-lhe a vontade e deixou-o ir. Nestas alturas nunca se deve contrariar as crianças! No entanto, o "papá" Sampaio deparou-se com um problema: deixar o Pedrinho governar (como Barrosinho tinha pedido, num momento de loucura) ou deixar o povo decidir. Depois de ouvir várias personalidades do mundo político e não só, lá deixou o Pedrinho "apoderar-se" do país. Correm rumores de que Sampaio só decidiu assim "para ver se ele ganha juízo". Quem sabe... Mas quando se pensava que o Ferro era forte e lutava até ao fim, seguiu o exemplo do Barrosinho e pôs-se a andar. Afinal nem são assim tão diferentes, apesar de um ter saído (segundo se sabe) já com trabalho garantido noutro país. Agora, e pondo a imparcialidade de lado, confesso que tenho pena da Nelinha. Pobre senhora não gostou do novo "patron" e foi "dispensada" do seu cargo. Acho que o Pedrinho o fez, também, devido à má lingua do povo português: há sempre alguém a dizer por aí que "as mulheres gastam mais do que podem". E agora? Que será de ti? No meio disto tudo há que salientar algo positivo: o Durão anda lá pelo "estrangeiro" a mostrar os seus conhecimentos linguísticos. Ao menos fala bem... E algo negativo: raios! Quando é que fecham a porta ao Portas? duana